Menu

27 de abr de 2012

Já era amor antes de ser.



Amizade repentina essa a nossa que espantosamente tornou-se a mais intensa dos meus últimos 3 anos. Venho de relacionamentos desesperadamente adiados e de sofrimento levemente superados.
Dos seus casos, pouco sei. E também não me aprofundo em saber. Quero entrar de olhos vendados nesse livro do qual me apaixonei pela sinopse. Você é a sinopse de um livro do qual não receio ler por longas e longas noites. E eu vou ler... Se depender de mim, eu leio até que os olhos fechem.
Sabe, não é atoa que exista todas essas mulheres comentando sobre você. E eu as entendo porque já estive entre elas. Você é realmente tudo isso que parece. E algo me diz, que com o tempo, ainda me surpreenderá. Esse "algo me diz" me diz também, que era pra ser eu e você. Do caminho que cruzou o meu e da intensidade com que nos esbarramos, posso tirar, de longe, a conclusão de que isso era pra acontecer. Simplesmente era. Por longos anos acreditei delicadamente no poder de um conto de fadas bem vivido. Bem vivido e também, inexistente. E então, deixei de acreditar. Passei a acreditar de novo. Mas aí, foi diferente. Maduramente acreditando que o destino nos desviava de vivenciar alguns filmes, porque já eramos protagonistas de outro. E então, novamente desacreditei ao me ver fora de qualquer roteiro.
Hoje eu já nem sei no que acredito, sério mesmo. Eu não sei. Só sei que, independente do que eu esteja acreditando, tem funcionado. Muito. Porque, enfim: Já era crença antes que eu acreditasse.
O amor sorriu pra mim. Bonito, pomposo, grande amor! E então eu sorri pra ele. E até o presente momento, permanecemos assim: Um admirando o sorriso do outro.
É algo além de curar a carência, é não deixar que ela chegue. Porque já era carinho, antes de ser.
É estar rangendo os dentes de vontade. Por ser desejo, antes de ser.
Mas agora que é, agora que somos, que não finde tão cedo. Que esse meu jeito meio estabanado não te deixe escapar. Porque era refugio, era saída, antes de ser. Você é tão na sua que fez com que eu ficasse também. Me fazendo descobrir que o amor é o oposto de tudo aquilo que eu já havia escolhido antes para a minha vida. E conseguiu com que eu pausasse minha musica preferida do John Mayer, ao receber sua ligação de madrugada. Para ouvir exclusivamente sua voz... Essa tua voz que era minha, mesmo rouca, era minha. Antes de ser.
Um amor que de tão meu quanto seu, ignora divisões de bens. Por mais que ambos de nós dois, abominemos o casamento, estamos nos caracterizando como as figuras matrimoniais mais combinatórias da atualidade.
Me desacostumei a ser feliz e me engasgo com tamanha emoção. Isso é viver, meu Deus. Isso é finalmente, depois de tempos servindo de paisagem, posso finalmente, ser verdade. É que inventaram esse tal recomeçar, sabe? E aí eu pude ser feliz de novo. Aliás, muito feliz de novo.
E é quando o garçom te pergunta o que é que você vai querer, que você responde sutilmente que o que você sempre quis, você já tem, e que te olha fixamente ao lado oposto da mesa, que me surpreendo com o que eu consegui, talvez sem merecer. Se arranca-me sorriso só por estar frente a frente com você.
Você sabe, que se quiser eu me encaixo de vez, me encaixo mesmo, em qualquer canto dessa tua vida desajeitada. E permaneço se quiser, por dias. Sem água, sem comida. Sem cobertor, mas permaneço. Com você. Te surpreendi ao dizer isso? É,
Boa, garotão. Essa você venceu. E o seu premio sou eu.
Que já era tua, antes de ser.

5 comentários:

  1. "Amizade repentina essa a nossa que espantosamente tornou-se a mais intensa dos meus últimos 3 anos. Venho de relacionamentos desesperadamente adiados e de sofrimento levemente superados."

    "É algo além de curar a carência, é não deixar que ela chegue. Porque já era carinho, antes de ser.
    É estar rangendo os dentes de vontade. Por ser desejo, antes de ser."

    PERFEITO! Me vi demais nesse texto, lindo lindo. *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Amei o refrão final, super lindo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O final tem sempre que ser tocante, né? rs
      Obrigadíssima!

      Excluir
  3. lindo, perfeito, como sempre!! se supera a cada texto

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...