Menu

8 de jun de 2013

Sua mãe te ensinou o amor.


Sua mãe te ensinou a não mentir e eu quero crer que você esteja colocando isso em prática comigo, ainda que eu me rodeie de teorias generalistas sobre os homens, eu quero acreditar que eu esteja realmente fazendo toda essa diferença em sua vida. Ainda que eu me veja impaciente e as vezes até me faça indiferente, acabaria sendo bobagem terminar algo que é aos meus olhos interminável. Um amor sem começo e aparentemente sem fim. Eu continuaria sendo tua mulher ainda que houvessem outras mulheres para serem. E outra, chorei suas dores e participei de seus sorrisos. Quem mais faria isso? Era algo além de ser sua amiga... Era ser o teu motivo. Sua mãe te ensinou a cuidar das coisas que lhe eram concedidas e você aprendeu bem, me senti como um presente que você desembrulhou. Eu andava tão atordoada sem saber o que querer, sem saber o que ser, até que você me encontrou, me refez e me denominou como tua.
Me arredondou como tua, me mostrou bons caminhos e me tratou como rainha.
Sua mãe te ensinou a ser gentil. Ainda que nem sempre, ainda que as vezes, ainda que quando lhe aborrecessem o cavalheiro repousasse. Sua mãe te ensinou a amar, e glórias a Deus por depositar esse aprendizado em mim. Te vi se apaixonando e não me contive, eu era a primeira e era minha a chance de ser a única, eu aprendi com a minha mãe a ser única. Eu quero acreditar que eu esteja realmente fazendo toda essa diferença em sua vida. 


2 comentários:

  1. Nossa amei demais esse texto!

    Recentemente eu fiz um blog, onde posto algumas cartas aleatórias e uma história que estou escrevendo. E este seu texto daria uma ótima carta, posso postar no meu blog? Vou te dar os créditos pelo texto, obviamente, e você escolher o nome do remetente e o destinatário.
    Obrigada pela atenção ;D


    letrarse.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo! Lindo demais!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...