Menu

20 de mai de 2012

Chega, tá?


Então, pare de deixar avisado ao mundo o quanto ele foi babaca por ter te perdido. Chega de indiretas. Você já pintou o cabelo. Já postou 15 mil fotos com 15 mil poses poderosas nas suas 15 mil redes sociais para que ele pudesse ver que o que ele perdeu, outro esta prestes a encontrar. 
Agora chega, bonita. Chega! Deixa que ele por sí só, perceba. Uma hora caí a ficha. Eu te garanto.
Eu pago pra ver. E se essa ficha não cair sozinha, deixa que a vida dá um empurrãozinho. Uma hora alguém aperta esse caps lock que ele chama de consciência. Uma hora essa cachoeira de orgulho para de jorrar. Uma hora, mulher. Uma hora.
Enquanto isso, faz uma coisa? Seja feliz, por favor. Viva. Viva o máximo que puder. Esquece o máximo que souber esquecer e se não conseguir, descarte essa opção e consiga. Ou você achou que todos aqueles meses de sofrimentos por outros casos que não vem ao caso e te convém do acaso, seriam em vão? Achou que não aprenderia nada com eles, né? Você aprendeu, bonita. Aprendeu tanto que pode agora até lecionar. 
Você tirou um peso de suas costas. Mais de uma vez. Tirou sim, sou eu quem te garanto. E por fim, a gente sempre aprende. Por que você não tiraria de novo?
Agora pare de dar de comer ao seu ego e alimente o seu coração, é ele quem grita de fome. Planejar mil e uma vinganças propositais não resultariam em novos capítulos pra essa história, então, chega tá?
Chega de correr atrás do que não vem, pelo que parece a montanha esta pouco se lixando para Maomé. E isso não soaria tão frio, se o Maomé não fosse você, que se depôs a interpreta-lo. Chega, vai...
Repito que você acaba de tirar um peso de suas costas, evitando dores quaisquer, por motivos quaisquer que não deveriam estar sendo carregados, ou na pior das hipóteses, recarregados. 
Você consegue enxergar as milhares de chances que a vida te dá e você nem vê? Não enxerga. E sabe por que? Porque o seu desejo é incessante e te torna míope. Perguntas existenciais te rondam e o tão questionado: "O que vai ser de mim agora?" se torna angustiante. Não me pergunte, eu não sei. Você que tem que saber, tem que ser quem quiser ser. Ser o que Deus quiser, mas ser. Então chega. Começa de agora, vai. Faça uma contagem regressiva mentalmente para o que virá a ser seus próximos passos. Você já esta quase o esquecendo, é mais de meio caminho andando para ficar retrancando assim. 
Eu prometi findar teorias feministas mas te ver assim me agonia, menina. Não dá. Você só esta querendo provar pra ele que o esqueceu e isso não é esquecer, você sabe. Não sabe? Então chega. Se despede de uma vez e aceita que seguir em frente é principalmente olhar pra frente, e não ficar virando o pescoço com qualquer movimento do abandonado. Você vai abandonar... Eu sei que você vai. 
Não vai demorar muito para você virar para os quatro cantos do mundo tão segura de sí pra dizer: "Parei de fingir felicidade e passei a ser feliz de verdade". Eu acredito na sua volta por cima existente, real, sem caprichos ou vaidades. Pode ser que a vida te regule as oportunidades que você deixou pra trás, mas independente do que foi, eu só quero que você saia desse personagem que demonstra o que não é. Passe a ser. Chega... Olha aqui, chega tá?

4 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...