Menu

18 de ago de 2012

Medo, amor.


- Meu medo é que você encontre pelo caminho um coração mais tranquilo, menos eufórico e com mais amor próprio. É que você se depare em uma pedra e a confunda com amor. Que você pise em falsas qualidades, e acredite em qualquer coisa. Que desastrosamente se enlace com qualquer corpo em teu caminho, que tome chuva de tentações e por fim por tanto caminhar, se perca de mim. 
- Eu talvez confundisse qualquer coisa com amor. Pisasse em falso, me enlaçasse devido aos escorregões da carne. Mas a única coisa que poderia acontecer comigo, passando pelo meu caminho é tropeçar porque estando com você, ando de olhos fechados. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...